Prefeitura de Timóteo cobra do Estado sobre os atendimentos de urgência e emergência de Timóteo

Ameaça de paralisação do Corpo Clínico do Hospital Vital Brazil traz inúmeros prejuízos para o conjunto da sociedade timotense
PMT
I020627.jpg
HMVB

A Secretaria de Saúde e Qualidade de Vida de Timóteo foi comunicada oficialmente por meio de ofício que o Corpo Clínico do Hospital e Maternidade Vital Brazil (HMVB) irá paralisar a prestação de serviços a partir do dia 1º de novembro de 2019, “sendo assegurados apenas os atendimentos dos pacientes já internados”.

O ofício assinado pelo advogado Maicon Paulo Silveira Reis, representante dos médicos, explica que a motivação para a suspensão dos serviços são os “frequentes e injustificados atrasos dos pagamentos dos atendimentos feitos pelos médicos e que são de obrigação da Sociedade Beneficente São Camilo”, mantenedora do Hospital e Maternidade Vital Brazil. Os atrasos no pagamento dos vencimentos já supera cinco meses, segundo o advogado. 

O Município, por sua vez, já fez contato com a Secretaria de Estado de Saúde e obteve como resposta que será enviado um representante do governo do Estado ao Vale do Aço para negociar uma solução para a questão. 

Por outro lado, no próximo mês está prevista a assinatura de um novo convênio entre o Estado e a Sociedade Beneficente São Camilo, mantenedora do Hospital e Maternidade Vital Brazil, pactuando a renovação de um novo contrato de gestão no atendimento hospitalar pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

O Município agendou para a próxima terça-feira (29) uma reunião com o representante do Ministério Público da comarca para buscar uma intermediação para que o HMVB atenda de fato os pacientes de Timóteo.

Nos últimos dias o número de reclamações sobre a falta de atendimento aos usuários aumentou consideravelmente. O HMVB alega falta de repasses por parte do governo do Estado. O Município entende que se o Hospital Vital Brazil não se prontificar a fazer o atendimento como prevê o convênio, o Estado deve propor uma nova porta de entrada aos pacientes de Timóteo que necessitam de atendimento de urgência e/ou emergência.

O Centro de Saúde João Otávio tem absorvido boa parte da demanda que deveria ser atendida pelo Hospital e Maternidade Vital Brazil, sobrecarregando o serviço na unidade municipal. “Precisamos definir um novo fluxo para atender os pacientes de Timóteo. O Centro de Saúde João Otávio não está apto a atender situações de emergência /urgência hospitalares, o que traz inúmeros prejuízos para o conjunto da sociedade”, afirmou o secretário municipal de Saúde e Qualidade de Vida, Eduardo Morais.
 

Fonte : PMT

Compartilhe:

Galeria de Imagem

VEJA TODOS COMENTÁRIOS


ATENÇÃO: Este comentário será moderado, podendo ser aprovado ou não. Evite palavras que possam comprometer sua imagem.