03/02/2017 - 18h04
Geraldo Hilário alinha ações voltadas para saúde básica com Ministério
Prefeito de Timóteo apresenta demandas para fortalecer e ampliar a rede de atenção básica do município


PMT
I009310.jpg
Geraldo Hilário busca avanços na saúde

O prefeito Geraldo Hilário retornou do encontro na manhã desta sexta-feira (03/02), com o Ministro da Saúde, Ricardo Barros, em Governador Valadares, certo de que a cidade de Timóteo poderá avançar e muito com as ações voltadas para a Atenção Básica em Saúde. “Ouvimos do ministro Ricardo Barros o projeto que  Governo Federal tem para a gestão na saúde e vimos como bons olhos, principalmente as iniciativas que focam na atenção básica”, disse Geraldo Hilário.

Conforme o prefeito de Timóteo, a rede de Atenção Básica é prioridade em seu governo, uma vez que permite um acompanhamento mais efetivo da saúde do usuário, com ações preventivas e de controle de doenças. “A Saúde é prioridade do nosso governo, e ela começa pela Atenção Básica. As unidades básicas de saúde, quando bem estruturadas e equipe profissional, são capazes de resolver até 80% das demandas da saúde do cidadão. Com isso, evitamos agravamento de quadros, evitamos internações e superlotação das portas de urgência e reduzimos custos”, pondera o prefeito Geraldo Hilário Torres.

Febre Amarela

Durante o encontro, o ministro Ricardo Barros garantiu o repasse de aproximadamente R$ 40 milhões para os municípios afetados pelo surto de febre amarela. Do montante, R$ 13,8 milhões serão empregados no reforço de imunização e R$ 26,3 milhões vão para ações de vigilância em saúde e ações de prevenção. 

Também elogiou a iniciativa dos prefeitos que conseguiram bloquear o avanço da febre amarela e anunciou o ressarcimento para prefeituras que adotaram ações urgentes para conter o avanço da enfermidade, como Timóteo, que obteve obteve altos indíves de imunização . “Estamos dando segurança para os municípios realizarem as coberturas vacinais e dando garantias de que vamos ressarcir os esforços”, informou o ministro.

Em Minas, a cobertura vacinal das cinco unidades regionais de saúde mais afetadas pela febre amarela – Coronel Fabriciano, Diamantina, Governador Valadares, Manhumirim e Teófilo Otoni – é de 90%. Em 2016, essa cobertura foi de 48%. Dados do Ministério da Saúde mostram que em todo o país foram registradas 857 notificações da doença. Do total, 149 foram confirmados e outros 667 estão em investigação.  Em Timóteo não há nenhum caso suspeito ou confirmado da doença.


Fonte : PMT





VEJA TODOS COMENTÁRIOS


ATENÇÃO: Este comentário será moderado, podendo ser aprovado ou não. Evite palavras que posSAM comprometer sua imagem.

Nome:
Email:

Enviar