20/04/2017 - 17h10
Gestão voltada para as pessoas
Prefeitura de Timóteo já investiu em apenas quatro meses 95,68% de todo valor gasto em 2016 com medicamentos


PMT
I009902.jpg
Investimento Saude

Um dos pontos do balanço nos primeiros 100 dias que a Secretaria Municipal de Saúde vem realizando mostra que a atual gestão da Prefeitura de Timóteo encontrou uma situação de desabastecimento de medicamentos, insumos e materiais de ambulatórios, incluindo a presença de medicamentos vencidos e dezenas de milhares de seringas sem agulhas.

O primeiro procedimento foi quitar R$ 171 mil de débitos anteriores, o que possibilitou a retomada do fornecimento de fármacos, totalmente interrompido pelos distribuidores. 

Como segunda medida, a SMS iniciou os seguintes processos de aquisição de medicamentos: 

- R$ 135 mil por meio da Adesão à Ata de Registro de Preços Regionalizada da Secretaria Estadual de Saúde (SIGAF);
- R$ 168 mil por meio do Consórcio Intermunicipal de Saúde do Vale do Aço (Consaude);
- R$ 300 mil por meio do Catálogo de Preços CMED, da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa)

Ao todo, em apenas quatro meses, a atual gestão já empenhou  R$ 774 mil apenas para a compra de fármacos, o que corresponde a 95,68% de todo o valor gasto em 2016 (R$ 808.869,62). 

Esse conjunto de ações assegurou prioridade para a Assistência Farmacêutica de Timóteo e hoje (20 de abril de 2017) apenas dois de um total de 130 itens adquiridos desde 2016 ainda estão em falta.  A falta destes itens deve-se a motivos como indisponibilidade no mercado e prazo para entrega. A previsão é que o abastecimento chegue a 100% nas próximas semanas. 

Inventário realizado na primeira semana de janeiro no Almoxarifado da Prefeitura encontrou os seguintes medicamentos com prazo de validade vencidos: 

- Captopril 25mg (Pratti Donaduzzi). Lote: 15F48L Vencimento: 12/2016. Quantidade: 192.000 comprimidos.

- Haloperidol Gts 2mg/ml (União Química) Lote: 1433405 Vencimento: 12/2016. Quantidade:  10 frascos

- Nitrofurantoína 100mg. (Teuto)    Lote: 9025008. Vencimento: 10/2016. Quantidade: 56 comprimidos.

- Clenil Spray (Chiesy). Lote: 135427A. Vencimento 06/2015. Quantidade: 216 frascos.

- Dipirona ampola 500mg/ml (Hipofarma) Lote: 13020114 Vencimento 02/2015         Quantidade: 100 ampolas.

- Haloperidol 2mg/ml sol. oral (União) Lote: 1433405. Vencimento 12/2016. Quantidade 270 frascos.

- Benzilpenicilina 400.000 UI.  Lote: 14110694. Vencimento 11/2016. Quantidade: 400 ampolas

Para assegurar o cumprimento dos princípios constitucionais da legalidade e da publicidade da Administração Pública, a PMT está informando ao Ministério Público a Relação de Medicamentos Vencidos, bem como de materiais e insumos ambulatoriais. 

Outra situação preocupante foi em relação à Central de Imunobiológicos (Vacinas), que não atende aos requisitos de biossegurança preconizados. Já foram iniciados os procedimentos para a transferência para duas salas do segundo andar do Centro de Saúde João Otávio (CSJO), que conta com espaço físico adequado e rede elétrica com capacidade de carga adequada. 

Também está em curso o reparo do gerador a diesel (que está inoperante), equipamento que é necessário tanto para manter a refrigeração das vacinas em caso de pane da rede elétrica quanto para impedir a interrupção na unidade de urgência clínica do Município. 

A Secretaria Municipal de Saúde entende que a Assistência Farmacêutica é um dos pilares da Atenção à Saúde dos nossos cidadãos. Nesse sentido, já solicitou ao Conselho Municipal de Saúde pauta específica para apresentar o Plano de Reestruturação da Assistência Farmacêutica, com intervenções desde a Seleção, Programação, Aquisição, Armazenamento e Distribuição até a Utilização dos Medicamentos. 


 
 


Fonte : PMT





VEJA TODOS COMENTÁRIOS


ATENÇÃO: Este comentário será moderado, podendo ser aprovado ou não. Evite palavras que posSAM comprometer sua imagem.

Nome:
Email:

Enviar