Judocas de Timóteo buscam patrocínio para iniciar carreira esportiva no Minas Tênis Clube

Júlia e Marco, de 16 e 14 anos respectivamente ,foram aprovados em tradicional clube de BH, mas dependem de patrocínio para custear a hospedagem
PMT
I025546.jpg
Júlia, Professor Max e Marco Júnio

Dois jovens adolescentes de Timóteo podem alcançar um novo patamar na formação como atletas de judô a partir de 2021, mas para isso acontecer eles precisam de patrocínio para custear a hospedagem em Belo Horizonte, cidade sede do Minas Tênis Clube. Ambos foram aprovados em testes na tradicional equipe de judô mineira.

Júlia Santos Jesus, 16 anos, e  Marco Júnio Alves Oliveira, 14 anos, são alunos do projeto social Fábrica de Gigantes coordenado pelo professor de judô Max Francis Cruz. O projeto que é desenvolvido há cerca de três anos no distrito de Cachoeira do Vale é um importante espaço de formação de cidadãos e de atletas naquela comunidade.

Max explica que o projeto surgiu com o apoio do pastor Ednaldo da Igreja Batista de Cachoeira do Vale como uma forma de incentivar à prática esportiva de crianças e adolescentes. O projeto funciona atualmente na Academia Barbosa, com cerca de 60 alunos.

O professor conta que no mês de março deste ano os dois atletas da Fábrica de Gigantes participaram de um Torneio Início da Federação Mineira de Judô e obtiveram excelentes resultados: Marco sagrou-se campeão estadual na categoria sub 18 até 73 kg e Júlia terminou a competição na terceira posição no sub 18, categoria pesada. “Depois dessa competição os diretores do Minas pediram os currículos dos dois atletas e na sequência os convidaram a passar por um período de testes”, conta Max Francis, acrescentando que Júlia e Marco foram aprovados e devem começar a treinar na equipe belorizontina a partir de janeiro de 2021.

Entretanto, para que os jovens iniciem essa nova fase na carreira eles precisam se mudar para Belo Horizonte, uma vez que o Minas não fornece alojamento para atletas da base, embora o material esportivo e a alimentação sejam garantidos. “Em função disso estamos buscando apoio de empresários e comerciantes para garantir a hospedagem dos dois em Belo Horizonte”, comentou Max, lembrando que esse apoio mensal seria de aproximadamente R$ 1 mil.

"A transferência dos dois judocas para um clube de ponta é uma oportunidade única para eles evoluírem como atletas e como pessoas também, pois eles vão estudar em uma cidade maior e poder viajar por causa das competições”, pontuou Max Francis que aproveitou para deixar o telefone 9.8683-3513 para quem puder ajudar.  

A Prefeitura de Timóteo, por meio da Subsecretaria Municipal de Cultura, Esporte e Lazer, apoiou a estadia dos dois jovens atletas em BH por entender a importância da prática esportiva como instrumento de cidadania. O subsecretário Cláudio Guarbertto explica que o município é parceiro de iniciativas que incentivem o esporte e a inserção social de crianças e adolescentes. 

“A ida dos dois atletas para BH seria muito bom para valorizar o trabalho de formação que o projeto coordenado pelo Professor Max vem desenvolvendo em Cachoeira do Vale e também para estimular outros garotos e garotas a se dedicarem e buscarem os seus objetivos”, disse Cláudio Gualbertto.
 

Fonte : PMT

Compartilhe: