Prefeitura de Timóteo apresenta balanço financeiro de um ano de enfrentamento à Covid-19

Os recursos transferidos nos anos de 2020 e 2021 pelos governos federal e estadual, pela Aperam South America e pelo Ministério Público do Trabalho
PMT
I026684.jpg
Entrega de balanço de enfrentamento a Covid-19

A Prefeitura de Timóteo, por meio da Secretaria Municipal de Saúde e Qualidade de Vida, apresentou nesta quarta-feira (14) um balanço com a prestação de contas dos recursos recebidos para o enfrentamento à Covid-19. Cópias do relatório foram encaminhadas à Câmara Municipal e à presidente do Conselho Municipal de Saúde, Maria Petronilha Cardoso Quintão. 

Os recursos transferidos nos anos de 2020 e 2021 pelos governos federal e estadual, pela Aperam South America Inox S/A e pelo Ministério Público do Trabalho totalizaram R$ 11.777.126,18. As despesas realizadas até esta data (14 de abril) no valor R$ 9.353.855,32. Atualmente o município tem em caixa R$ 2.423.270,36 a serem utilizados no custeio das ações permanentes de enfrentamento ao coronavírus.  As despesas havidas no combate à pandemia também podem ser conferidas no site do Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais (TCE-MG) no link https://www.tce.mg.gov.br/covid/painel.asp e no Portal da Transparência da Prefeitura em www.timoteo.mg.gov.br/107/covid-19-coronavírus.

Os valores empenhados pela Secretaria de Saúde desde o início da pandemia, em março de 2020, até a data de 14 de abril totalizam R$ 9.353.855,32, utilizados basicamente na aquisição de testes, rápidos e SWAB nasofaringe; de Equipamentos de Proteção Individual (EPI); materiais e insumos, como aventais, capotes, álcool em gel, dentre outros; medicamentos, comunicação – como carros de som volante, redes sociais, spot em rádios; recursos humanos; transportes e adequação do Centro de Saúde João Otávio que foi transformado no Centro de Referência ao Combate à Covid, além da manutenção e operação de leitos de UTI Covid-19 e leitos clínicos.

A operacionalização e manutenção dos leitos de UTI Covid-19 absorveram cerca de 42% dos recursos transferidos para o Município, representando a importância de R$ 4.045.731,47. O percentual gasto com recursos humanos, principal elemento para o enfrentamento, foi de aproximadamente 28%, significando investimentos da ordem de R$ 2.731.082,31. A Secretaria de Saúde esclarece que em face do agravamento da pandemia foi necessário contratar mais médicos, enfermeiros, técnicos e pessoal para fiscalização. A revitalização, adequação e manutenção do Centro de Saúde João Otávio, que foi transformado em Centro de Referência da Covid-19, recebeu investimentos de R$ 121.825,17 (1,20%). Com essas intervenções, após o término da pandemia a unidade será transformada em um Centro de Especialidades Médicas e Reabilitação.

A quantia de R$ 294.312,09 (3,15%) foi investida na compra de medicamentos. Já as despesas com a aquisição de testes rápidos e de SWAB foi da ordem de R$ 791.230,00, ou 8% do montante recebido pelo Município. Também foram investidos R$ 543.461,90 em Equipamentos de Proteção Individual (EPI) como máscaras, face shield, luvas, etc, representando 5,64% do total investido no combate à pandemia. Para materiais e insumos, os recursos destinados foram de R$ 50.020,20 (0,53%).

Já com as campanhas educativas, de divulgação sobre prevenção e conscientização, o total gasto até o momento foi de R$ 209.539,00, ou seja, 2% do valor global destinado. Outros gastos apurados foram com as concessionárias de serviços públicos: R$ 345.661, 42 (4%), o que dividido por 12 meses corresponde a um gasto mensal de R$ 28.805,11; com hospedagem de pessoas em situação de rua, R$ 3.310,00; sanitização de áreas e prédios públicos, R$ 89.334,68 (1%); e, por fim, transporte, que inclui o programa Remédio em Casa, ambulâncias para transferência de pacientes, logística e operacionalização da vacinação em casa, nas escolas, associação dos aposentados e no sistema drive thru, totalizando R$ 539.455,60 (6%).

Fonte : PMT

Compartilhe:

Galeria de Imagem