“Bem Me Quer” forma novas famílias acolhedoras em Timóteo

Para participar a família interessada pode entrar em contato por meio do Whatsapp (31)9.7306-2413, telefone (31)3847-7640, e-mail familiaacolhedora.timoteo@gmail.com
PMT
I029951.jpg
Mais três famílias foram incorporadas ao programa

A Família Acolhedora de Timóteo cresceu com a chegada de mais três famílias no “Bem Me Quer – Serviço Família Acolhedora”, cujo objetivo como o próprio nome diz é acolher crianças e adolescentes excepcionalmente afastadas de seus lares através de medida de proteção judicial em função de violência e/ou violação dos seus direitos que precisem de um lar provisório.

Os casais Jéssica Araújo Dias e Bruno Kesley; Elisângela  e  Wdeilson Lopes Silva; e a senhora Hercília Ferreira de Souza participaram de um ciclo de encontros para a formação inicial de famílias voluntárias ao serviço promovida pela Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social para eles conhecerem mais de perto alguns aspectos. Ao todo foram 7 encontros ocorridos entre os meses de julho e setembro de 2022.

Para participar a família interessada pode entrar em contato por meio do Whatsapp (31)9.7306-2413, telefone (31)3847-7640, e-mail familiaacolhedora.timoteo@gmail.com através do intagram @facolhedora.timóteo ou presencialmente na Av. Acesita 3.150, São José. Após ser selecionada, a família é formada e passa a receber a criança e/ou adolescente assim que a Justiça autorizar o acolhimento através de um termo de guarda. Cada família participante tem direito a receber uma bolsa auxílio no valor de um salário mínimo que deve ser usada exclusivamente nas despesas com a criança e/ ou adolescente acolhido.

Para Jéssica Araújo Dias e Bruno Kesley a formação foi uma importante contribuição para a decisão de fazer parte do serviço. “A entrevista e ouvir os depoimentos de outras famílias que participam do serviço me motivou a querer me envolver também. Nele aprendemos a acolher e ajudar as crianças que são indefesas. Agradeço a todos pelos ensinamentos. Foi muito gratificante”, disse Jéssica Dias.

Para Elisângela e Wdeilson Lopes Silva ouvir a experiência de outros casais que já estão há mais tempo no serviço e, sobretudo, os profissionais da Secretaria deu mais segurança para seguir em frente. “Conhecer a opinião de quem já participa do serviço foi esclarecedor e nos motivou a sermos parceiros do Família Acolhedora”, destacaram.
 


 

Fonte : PMT

Compartilhe:

Galeria de Imagem

VEJA TODOS COMENTÁRIOS


ATENÇÃO: Este comentário será moderado, podendo ser aprovado ou não. Evite palavras que possam comprometer sua imagem.