Timóteo adota energia solar nas escolas da rede municipal

A geração de energia renovável atenderá a demanda de todas as 18 escolas e das quatro Unidades Municipais de Educação Infantil (UMEIs)
PMT
I031203.jpg
Placas solares

A utilização de energia renovável e sustentável será uma realidade neste ano nas escolas da rede municipal de ensino de Timóteo com a instalação de minis usinas fotovoltaicas em seis unidades da rede pública. Essa iniciativa vai garantir o fornecimento de energia elétrica para todas as demais unidades de ensino municipal.

O processo de instalação das placas solares teve início em dezembro de 2022 e já contemplou as Escolas Municipais Joaquim Ferreira de Souza no Bairro São José e Novo Tempo, no bairro homônimo. Também receberão as minis usinas as Escolas Municipais Limoeiro, no Limoeiro; Clarindo Carlos Miranda, no Macuco; João Bolinha, no Distrito de Cachoeira do Vale; e Monteiro Lobato, no Primavera.

Com exceção da Escola do Macuco, cujas placas foram instaladas no telhado da própria unidade pois trata-se de uma construção nova, as demais terão as placas fotovoltaicas na cobertura das quadras poliesportivas. Essa escolha ocorreu em função do tamanho da área útil do telhado e da incidência do sol.

O custo de implantação e funcionamento das minis usinas é da ordem de R$ 585 mil e a geração dessa energia renovável atenderá a demanda de todas as 18 escolas e das quatro Unidades Municipais de Educação Infantil (UMEIs). Ou seja, a geração de energia proporcionada pelas seis minis usinas servirão para toda a rede municipal de ensino. Um dado importante é que essas instalações foram dimensionadas também para garantir a geração de energia para a climatização das salas de aula. O serviço está sendo executado pela empresa MultiLuz Solar, de Ipatinga.

Entre as vantagens desse novo sistema está a economia de cerca de 90% de energia, além do efeito pedagógico junto aos alunos, professores e comunidade escolar. Ao verem na prática o funcionamento de um sistema de geração de energia limpa, eficaz e eficiente, os alunos perceberão que a sustentabilidade não é apenas possível como é financeiramente interessante.

Outro objetivo é usar as usinas de geração para ampliar a conscientização sobre o uso racional de energia e reforçar a importância da sustentabilidade em um momento de forte expansão do setor de energias renováveis e praticamente todos os países do mundo, inclusive o Brasil, aumentando a segurança energética e cumprindo com as metas ambientais.
 

Fonte : PMT

Compartilhe: