Ação do “Abril Marrom” fortalece política de inclusão

Evento serve de vitrine para talento dos alunos do CREIA
PMT
I033415.jpg
Apresentação sensibilizou comunidade

O CREIA (Centro de Referência em Educação Inclusiva Ativa) é um espaço de referência, onde se pratica a política de inclusão da pessoa com deficiência visual e auditiva. Vinculado à Secretaria de Educação, Cultura, Esporte e Lazer de Timóteo, o CREIA é gerenciado pela ADEVITA (Associação dos Deficientes Visuais de Timóteo e Amigos), e funciona no bairro João XXIII, atendendo 100 deficientes visuais e auditivos de diferentes faixas etárias.  O centro oferece espaços adaptados num ambiente que procura atender a todas necessidades dos alunos com qualidade, com ênfase no seu processo de formação, aquisição de habilidades e reabilitação dos sentidos , respeitando a dignidade humana e a individualidade de cada um. 

Isso resulta numa mudança de atitude dos alunos, na melhora da sua autoestima, das suas habilidades sociais, no resgate da sua socialização e na descoberta de suas potencialidades em várias inteligências. Esse empoderamento dos participantes pode ser constatado na última sexta-feira (12), no Centro Norte,  quando ADEVITA promoveu um evento marcante alusivo ao Abril Marrom, mês de combate à cegueira, e Dia do Braille e Dia da Libras. “Foi uma oportunidade única, onde nossos alunos e professores se uniram em prol dessa importante causa. O ponto alto do evento foi a emocionante apresentação da Banda ADEVITA, composta por talentosos alunos com deficiência visual e auditiva”, relata a diretora do CREIA, Sandra Peri.

Na opinião do maestro da Banda Adevita, Elioenai do Carmo Souza, a performance vai além da música, é um testemunho vivo da determinação e da capacidade de superação dos alunos. “Ver cada membro da banda dominando um instrumento e se tornando verdadeiros artistas é inspirador. A expressão de felicidade em seus rostos é contagiante, transmitindo alegria e bem-estar para todos que tiveram o privilégio de presenciar o espetáculo”.

A participação na banda não apenas proporciona momentos de realização pessoal, mas também fortalece a autoestima de cada aluno. Essa experiência os motiva a enfrentar os desafios do dia a dia com coragem e determinação, mostrando que a deficiência não é um obstáculo intransponível, mas sim uma oportunidade para crescer e se superar.

O objetivo da Banda ADEVITA é transformar positivamente a vida de cada integrante e espalhar a mensagem de superação e inclusão para toda a comunidade e as apresentações em público dão maior visibilidade à causa e favorece a maior inclusão na sociedade.  A diretora afirma que, com a participação no CREIA, os alunos resgatam o prazer de viver. 

Oficinas

O CREIA oferece ainda oficinas pedagógicas com o objetivo de realizar a reabilitação, o apoio, a complementação e a suplementação necessária a cada educando, utilizando praticas pedagógicas diferenciadas. São elas: Braille, Acompanhamento Pedagógico para Deficientes Visuais e Auditivos, PEVI- Práticas Educativas da Vida Independente, Psicomotricidade, LIBRAS, Informática Adaptada, Orientação e Mobilidade, Esporte Adaptado, Estimulação Sensorial e Cognitiva.

O centro conta também com outras oficinas que visam trabalhar com os mesmos objetivos mas de forma mais lúdica e coletiva, incentivando as inteligências múltiplas. Acontecem nas aulas de Arte, Artesanato, Canto/Coral, Banda, Dança ,  Atividade Física, Judô e Academia. Nas oficinas terapêuticas é trabalhado, de forma individual ou em pequenos grupos, os problemas afetivos e emocionais, com o acompanhamento de psicóloga e assistente social.

 

Fonte : PMT

Compartilhe:

Galeria de Imagem